quarta-feira, 18 de junho de 2008

.:HeadPhoneGirl:.


Cara.... Sabe quanto tu viaja numa musica e te dah uma vontade de desenha?

pois eh... dai q nasceu isso^^

Inspirada pela paciencia de meu querido amigo Theo, resolvi faze essa moça q naum tem quase nada haver com meu estilo^^

Logo Logo com aquarela^^

6 comentários:

Anônimo disse...

É desse tipo de desenho que eu me referia quando disse que o teu amor pelas tuas personagens 'não deixa ela mostrar uns melhores'.
Muuuuito massa Camila,bom pra caralho!

Bj!

Tiarles

Gafanha disse...

Concordo plenamente com o Charlie! por causa de char proprio, uma vez, levei uma queimada do Domenico (quando nos conhecemos ainda), ele elogiou um desenho meu eu orgulhoso disse que era meu personagem e ele respondeu: "Dane-s eo personagem, ficou bom o angulo do desenho, o personagem ninguem conhece, só tu."

E eh verdade, pros outros o que importa a qualidade do desenho e não quem eh desenhado...

Rafael disse...

Muito interessante o resultado...
Lembra moebius (foi um elogio)

Fabernático disse...

A Headphone Girl tem um olhar meio onírico, de quem vê muito além do nosso mundinho de sempre.Esta é a impressão que o desenho me passou de primeira.Me perdi em meio aos seus belos olhos.

Bruno "Jesus" disse...

Gostei dessa distorção da perspectiva. E, vendo em full view, dá pra ver as linhas sinuosoas que compõe a imagem. Lindas.

Bruno "Jesus" disse...

p/ o Gafanha...

O Dom é meio mau humorado, não gosto quando ele diz essas coisas desse jeito pros novos gafanhotos. Embora eu tenha que ressaltar ele esteja menos berseker de uns bons tempos pra cá.

Mas eu dou o braço a torcer pra maior parte das coisas que ele diz. Devido ele ter fazer parte da história dos desenheiros de Pel e RG desde a última invasão viking, na qual ele veio de drakar, ele já viu muita coisa.

E um dos defeitos que nós, desenheiros, costumamos apresentar é ficar vidrado demais nos próprios personagens e se esquecer de que para o observador, talvez isso não seja tão importante quanto é para nós.

Claro, também não dá pra cair no oposto (nunca fazer um personagem), mas esse ainda é um bom conselho pra quem está começando ou recomeçando a desenhar.