quarta-feira, 14 de maio de 2008

Macarronsto...


... ou monstrorrão.

Inspirado na Alice que se inspirou no Tiarles.
Rabisco do meu bloco verde-limão (não é minha culpa, era o único que tinha na papelaria e a aula começava em minutos)

A parte à lápis é da Renata e a à caneta é minha, feitos durante aula de Pesquisa em Design/Desenho Industrial, quando o professor traçava um paralelo entre a pesquisa e o macarrão.

14 comentários:

Gafanha disse...

Como assim? Quem se inspirou em quem por que?

Josemi disse...

Perdi a fome...
Uehehehehee

Tiarles disse...

Se inspiraram no meu comentário!? Ou no meu cabelo?

Bruno "Jesus" disse...

IUHAEUIHAUEIHAIUEHAIUEHAIUHEIAUHEA

Bruno "Jesus" disse...

http://guildadedesenhistas.blogspot.com/2008/05/viagem.html
e
href='http://guildadedesenhistas.blogspot.com/2008/05/megaman-70s.html

alice disse...

esse teu professor fumava uma droga né, bahh...
ausheauihoiushe

alice disse...

aliás, desconfio de quem seja
é fã dos beatles?

Bruno "Jesus" disse...

SIM!!!!
Tu sabe quem é?????
O.O

Gafanha disse...

Quem posto o Megaman foi o JA!

alice disse...

hahaha isso faz mto sentido, afinal o JA anda fazendo gravura!
bruno, o nome do culpado começa com A?
bahh não tinha visto os marcadores antes auhauhauhsuehushe

Gafanha disse...

Macarronstro de looonge o mais comentadooo!!!!

E vou dalhe uma versão sim!

Bruno "Jesus" disse...

Iuhaeiuhauiheuiaeae!
Sim, macarronstro de longe o mais comentado devido à perfeição hiperrealística - eu diria até renascentista - da técnica de execução, bem como às metáforas suprarracionais e oníricas presentes na obra.

Não Alice, não começa com "A".

ju-chan disse...

sim, caro colega, mas acho que a palheta de cores que escolheste foi deveras atônica - para não dizer atônita, afônica e hiperrealistica - para expressar a grandiloquência da macarronstruosidade de tal elemento (o macarronstro), histórica e surrealisticamente apontado por vários especialistas (GROGONHO, Trozk, 1236) como de vital importância, graça e fealdade. isso no âmbito da arte contemporânea, claro. quot erat demonstratum.

Gafanha disse...

Discordo...